A Vaca Sagrada da América

A Caminho da Terra Prometida

Esse post é dedicado à um texto que achei maravilhoso, tanto pela simplicidade, como pelo modo à que se dispôs à abordar o veganismo. O autor, que somente assina com as iniciais “S.G.”, fala sobre o consumo e os vícios do leite sem entrar de fato numa concepção ética de “libertação animal”. O texto, de 1977, procura caminhos alternativos, como histórias bíblicas e lembranças da infância que a Nestlè indústria de laticínios conseguiu, infelizmente, impor à quase todos nós ocidentais. O texto é muito crítico à medicina e também busca discutir as limitações humanas para liberdade. Mas chega de estragar toda a história. Só digo que vale muito a pena ler.

Segue o link para baixar o aquivo em .pdf

* Transcrevi o texto todo de um livro comprado por 2 reais num sebo por uma companheira. Procurei na internet e não achei mais nada sobre ele.


“A mudança que se dá num indivíduo, da dependência para a liberdade, é como um renascer, e como todas as coisas novas, pode ser assustadora.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: